Páginas

Translate

O Fim dos Shoppings

Microsoft



O Fim dos Shoppings 


Nos EUA, grandes centros comerciais estão sendo demolidos, na medida em que consumidores recorrem cada vez mais às compras na internet. Será este o fim dos shoppings no mundo inteiro?


Antes, até os anos 70, no Brasil, o comércio se estendia pelas ruas das grandes cidades e até em seus subúrbios. No meado da década de 70 surgiu a "febre" dos grandes centros comerciais, das galerias e dos shoppings centers, o que levou ao fechamento de diversas lojas nas ruas. Com o avanço da tecnologia muitos consumidores estão preferido fazer suas compras online, seja por comodidade ou por segurança ou por falta de tempo, a verdade é que instalou uma "revolução" no modo de consumir no mundo inteiro. Em contra partida, os empresários atentam em vender suas mercadorias não mais somente no bairro ou na cidades onde está instalada sua loja, mas para o mundo inteiro. O que acarreta no fechamento de várias lojas em shoppings centers, são diversos espaços vazios, ociosos. 

Nos Estados Unidos, onde eles foram inventados, cerca de 15% no shoppings vão falir ou serão transformados em outros espaços comerciais nos próximos dez anos, segundo a Green Street Advisors, empresa americana ligada a empreendimentos comerciais. Outra empresa do ramo, a CoStar Group, calcula que, em média, 35% dos espaços das lojas dos shoppings americanos estão ocioso.
Se antes o gigante dos varejistas americanos era o Walmart, hoje as vendas no varejo são dominadas por um varejista online, Amazon. 
Essa restruturação do comercio no mundo, leva à restruturarmos nossa visão empreendedora. Ter um negócio físico, uma bela loja, bem montada e estruturada, não acompanha a tendencia real. O mercado está ampliando e as distancias encurtando cada vez mais, ou mudamos o foco ou congelamos no tempo. 
Existe diversas vantagens ao optarmos por um negocio no formato online:
  • Não precisamos de estoque;
  • Na maioria da vezes, não precisamos de estrutura física;
  • A máquina estrutural é mais enxuta e simples;
  • Não há necessidade de grande número de funcionários;
  • Não precisa de departamentos estruturais;
  • Há um custo muito menor para investir, em alguns casos o custo é zero. 
  • Com menor investimento, o retorno é muito maior;
  • Vender para consumidores no mundo inteiro, sem precisar nem falar outro idioma.
São fatores que se deve levar em consideração ao iniciar um empreendimento. 

Postagens populares